Mensagem paroquial da Sé Velha – Outubro 2014

Mensagem paroquial da Sé Velha – Outubro 2014

Versão para impressão

Depois de um atribulado mês de Setembro em que a minha vida correu algum risco e me forçou a ficar de fora alguns dias, em que fui substituído por colegas amigos, retomo as funções de Pároco da paróquia de S. Cristóvão ao serviço dos paroquianos e da Catedral de Coimbra.


A população da comunidade paroquial vive muito dispersa cumprindo as suas tradições de cultivar um grande amor à sua Sé mas vivendo a sua fé como paroquianos apcionais de outras igrejas e capelas. O núcleo restante é muito limitado.


O envelhecimento urbanístico e o despovoamento que provocou em casais jovens criam um vazio humano de relações, num deserto de meninos, um acentuado artifício que povoa a noite e é cada vez mais ocupado por estranhos e visitantes.


Fica de pé a Catedral. Ainda, e cada vez mais procurada pela sua beleza arquitetónica, a sua riqueza artística e a simbologia cristã, misteriosa.


A paróquia de São Cristóvão que há 200 anos recebeu o encargo de manter o culto e zelar por esta igreja que se encontrava abandonada, saqueada, entregue à sua padroeira e fechada sem utilidade, passou a ser contada como igreja a servir de paroquial da paróquia de São Cristóvão. Depressa o povo a reconhece e a retoma chamando-lhe Sé.


E assim se misturaram os nomes de Igreja paroquial de São Cristóvão da Sé Velha.


De facto, esta igreja nunca foi só igreja paroquial porque não perdeu a sua dignidade antiga como foi reconhecida em 1902 pelo Bispo D. Manuel Correia de Bastos Pina e o Santo Padre S. Pio X que decretou a manutenção do culto à Catedral em dia próprio. O Calendário litúrgico mantem e será celebrado, como nos anos anteriores, no próximo dia 16 de Novembro.


O nosso apelo à população de Coimbra (cidade e diocese) em espirito missionário, transmite aos diocesanos o dever de manter viva e aberta ao culto esta preciosa relíquia.


Outubro é mês mariano. Antes da missa da semana, 18 horas, rezaremos o terço. Retomaremos a nossa catequese e aos sábados, às 16 horas, a catequese para adultos.


Com amizade,

Mons. João Evangelista Ribeiro Jorge

 


Quinta, 02 Outubro 2014 14:53