Mensagem paroquial da Sé Velha – Agosto de 2014

Mensagem paroquial da Sé Velha – Agosto de 2014

Versão para impressão

Caros paroquianos residentes ou por opção, amigos e admiradores da igreja Catedral de Coimbra e da sua padroeira Nossa Senhora da Assunção.


Ao virar a folha do calendário, a 9 de julho, topamos a Missa Moçárabe e sua comparação com o rito romano, em evocação dos tempos de D. Sesnando há 950 anos. Intervieram com muito brilho e saber o P. Dr. Luís Ribeiro de Oliveira, o celebrante P. Dr. Pedro Miranda e o coro CAPELLA SANCTAE CRUCIS com um programa artístico e instrumentos à época, de beleza e harmonia incomparáveis.


Na rotina da vida paroquial, mais uma vez registamos um aumento de presenças nos actos de Culto, aos Sábados e Domingos, e o turismo em clara afirmação de interesse pelo monumento em si e a sua arquitectura, a sua história e o seu simbolismo religioso.


O mês de Agosto, que é o de maior afluência turística, é o que regista maior vazio nos bancos da igreja, à hora das celebrações.


É neste mês que ocorre a festa da nossa padroeira, no dia 15, a festa da padroeira da Catedral de Coimbra - Nossa Senhora da Assunção. É quase um dia banal e de muito pouca afluência.


Neste ano porém, vamos fazer mesmo festa. Convidamos amigos para ver como é linda a nossa Sé Velha e como cobre muita gente.


A padroeira convida-nos para a glória do Céu e tem-nos ajudado tanto que bem merece ser louvada e agradecida com mais calor.


Para os nossos vizinhos, que vivem e ganham a vida à sombra do seu Santuário, dirigimos o primeiro apelo veemente e amigo, venham! Crentes ou não crentes a vossa presença unida numa causa como esta só nos dignifica a todos e mostra que o acolhimento turístico da Sé Velha tem alma. Tragam-nos um cartão vosso, com ou sem mensagem, para eventuais contactos e alguma noticia a difundir sobre esta festa.


O convite abre-se aos amigos e admiradores da Sé Velha, paroquianos por opção, aos Guardiães, aos responsáveis por instituições cristãs, Santa Casa, aos utentes e servidores do Centro Social Paroquial da Sé Velha. Todos juntos seremos muitos e a festa será festa mesmo. Agradecemos algumas sugestões que queiram enviar-nos e sejam exequíveis.


Vosso, com uma especial ajuda da mãe Santa Maria de Coimbra.


Mons. João Evangelista Ribeiro Jorge

Quarta, 30 Julho 2014 09:40